O Espelho (2012)
Jun 07 Escrito por 
Publicado em Espetáculos

O Espelho (2012)

Avalie este item
(2 votos)

O Espelho é uma instalação sonora e cênica a qual inspira-se, em parte, no conto homônimo de Machado de Assis. A concepção é do artista sonoro Iain Mott e da performer Simone Reis, com objetos e pinturas do artista plástico Nelson Maravalhas e vídeo de Alexandre Rangel. O Espelho investiga os jogos de engano que podemos aplicar à nossa identidade. A instalação usa uma mistura de tecnologias de áudio contemporâneas, vídeo e ilusões visuais do século XIX, juntamente com performance pré-gravada e composição eletroacústica. A instalação é construída para a experiência solitária de um único indivíduo, conforme o conto original. De importância particular neste trabalho, é investigar a ideia de como o som, a voz e a escuta funcionam ontologicamente ao lado de representações visuais do eu.

Os personagens de Simone Reis são projetados como “Pepper's Ghosts” numa sala falsa sendo contíguos à instalação acessível pelo público. Esta técnica do teatro do século XIX, trata-se de vidro angulado posicionado num palco ou diorama para proporcionar a ilusão que o espaço é ocupado por uma figura fantasmagórica. Em nossa instalação, a sala falsa é igual ao espaço da instalação, porem todos os móveis, todos as pinturas e objetos nas paredes de Nelson Maravalhas são arrumados em imagem espelhada. O visitante vê as projeções de vídeo e a sala falsa como se fossem um reflexo. Isso acontece por meio de um espelho falso na parede, um vidro simples numa moldura. Além disso, um “audio spotlight” (um alto-falante especial) produz o que estão experienciado como se fossem sons dentro da cabeça. Estes sons correspondem à voz do reflexo falso de Simone. Outros sons representando as memórias, os pensamentos e as fantasias dos personagens (e por implicação, o visitante), rodeiam o ouvinte sentado e são projetados no espaço por meio de um sistema de som “ambisônico”, envolvendo vários alto-falantes.

CCBB, Brasilia, de 14/7 a 16/9, 2012 - Galeria de Artes Van Gogh, Sobradinho, de 21/9 a 21/10, 2012 - Teatro Newton Rossi, SESC Ceilândia, de 26/10/2012 a 26/1/2013.

Elenco

O Espelho é feito pelo artista sonoro Iain Mott e pela atriz/performer Simone Reis em colaboração com outros incluindo: artista plástico Nelson Maravalhas, videomaker Alexandre Rangel, o dramaturgo Camilo Pellegrini, iluminadora e arquiteta Jamile Tormann, figurinos Cyntia Carla e Simone Reis. A produção é por Alaôr Rosa e Arte Viva Produções. Patrocinado pelo Banco do Brasil e (FAC) Fundo de Apoio à Cultura da Secretária de Estado de Cultura do Distrito Federal. Realização Centro Cultural Banco do Brasil.

Concepção de instalação: Iain Mott
Diretores artísticos: Iain Mott e Simone Reis
Roteiro: Simone Reis, Iain Mott e Camilo Pellegrini
Curadoria: Simone Reis e Iain Mott
Composição e atuação de performance: Simone Reis
Direção de cena: Simone Reis, Iain Mott e Camilo Pellegrini
Composição e sonoplastia: Iain Mott
Diretor de fotografia e vídeos: Alexandre Rangel
Programador de sistemas de computador: Iain Mott
Iluminação e cenografia: Jamile Tormann
Pinturas e objetos: Nelson Maravalhas
Fotografia: Mila Petrillo/Rayssa Coe/W. Hermusche
Assistência de direção: Luara Learth
Maquiagem: Raphael Balduzzi
Assessoria de Comunicacao: Rodrigo Machado, Territorio Cultural Assessoria de Comunicacao
Coordenação de projeto, produção e direção de produção: Arteviva Produções/Alaôr Rosa e Fernanda Oliveira
Produção executiva: Nalva Sysnandes

Agradecimentos

As seguintes pessoas e grupos são imensamente reconhecidos pela sua contribuição para a concepção e desenvolvimento do projeto:

Antonia da Silva Reis, Carlos Lin Silva, Celso Araújo, Cláudia Gomes, Dalton Camargos, Davi Reis, Departamento de Música e Departamento de Artes Cênicas do Instituto de Artes da UnB, Fons Adriaensen, Greg Schiemer, Guilherme Reis e Espaço Cena, Guillaume Potard, Jim Sosnin, Luís Augusto Jungmann Girafa, Marc e Elizabeth Raszewski, Marília Panitz, Núcleo de Vivência da UnB, Odila Bohrer, Olive Maureen Mott, Renata Azambuja, Stephen Barrass, Zé Celso Martinez Correia.

Software

Puredata com iem_ambi, iemlib, iemgui, pduino, ggee, zexy e room_sim_2d, além de Jack, Ardour, Ambdec, Jconvolver, Qutecsound, Rosegarden, Xjadeo e Final Cut Pro.

Hardware

Computador com sistema Linux, LCD TV, RME Multiface, alto-falantes Bose FreeSpace, Audio spotlight de Holosonics, Lanbox/dimmers/luzes, Roteador Netgear, Arduino e sensor de pressão.

423 Última modificação em Domingo, 07 Junho 2015
Iain Mott

Artista sonoro inglês-australiano e professor adjunto no Departamento de Artes Cênicas na Universidade de Brasília (UnB) na área de voz e performance, ministrando as disciplinas: A Voz em Performance e Sonoplastia 1. Como artista, atua desde 1990 como especialista no campo da arte sonora, mídia arte e instalação. Realizou exposições na Austrália, Áustria, China, Espanha, Holanda e no Brasil. Participou com Experimenta Media Arts da Austrália na exposição “Emoçao Art.ficial”, no Instituto Itaú Cultural, São Paulo com sua instalação “Close” em 2002. Sua instalação “Sound Mapping” foi selecionado para exposição no festival Ars Eletronica em Linz, Áustria em 1998 e o projeto recebeu um “Honorary Mention” no Prix Ars Electronica do mesmo ano. Em 2005 recebeu o “Australia China Council Arts Fellowship” para trabalhar com a organização de Pequim “The Long March Foundation”. Seu trabalho “Zhong Shuo”, feito em colaboração com artistas chinesas, recebeu terceiro lugar no “UNESCO Digital Art Awards” de 2005. Foi artista em residência no “CSIRO Mathematical and Information Sciences” em Camberra para 12 meses em 1999/2000. Sua instalação mais recente, feito em colaboração com atriz Simone Reis, O Espelho, foi apresentado no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Brasília no segundo semestre de 2012 entre outros lugares.

Possui doutorado pela University of Wollongong, Austrália (2010) intitulado Sound Installation and Self-listening orientado por Prof. Dr. Greg Schiemer e graduação, Bachelor of Science (BSc), na University of Queensland (1986). Concluiu ainda Graduate Diploma in Music Technology (especialização em tecnologia contemporânea da música) na La Trobe University, Melbourne (1990). Foi Professor Visitante da UnB por quatro anos até 2012 ministrando disciplinas como Elementos da Linguagem, Estética e História da Arte (ELEHA3), Acústica Musical 1, Teoria e Prática de Gravação 1 e Composição 1, 2, 3 e 7. Participa como professor orientador do Laboratório de Performance e Teatro do Vazio (LPTV), grupo de pesquisa e extensão do Instituto de Artes vinculado ao Decanato de Extensão (DEX) e ao Departamento de Artes Cênicas da UnB.

Currículo Lattes

Website.: escuta.org

Mídia

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

EVENTOS e NOTÍCIAS