Dec 13 Written by 
Published in aPós Explorações

75ª aPós Explorações com Fernando Marques e João Sanches

Rate this item
(0 votes)

aPós Explorações - Encontros para a cena: Ciclo Permanente de Discussões do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPG-CEN) da Universidade de Brasília.

Dramaturgias de desvios: conversa sobre processos de escritas na contemporaneidade.

Conversa com Fernando Marques e João Sanches

Dia 18 de dezembro de 2020 das 11:00 às 13:00.

Sala de Reunião do PPG-CEN no Microsoft Teams

Organização e Mediação: Prof.ª Dr.ª Lidia Olinto

Debatedores: Nilo Lino, João Ricken e Yuri Fidelis

 

Fernando Marques

É professor do Departamento de Artes Cênicas da UnB na área de Teoria Teatral. Jornalista, escritor e compositor. Fez pós-doutorado em Literatura e História, na Universidade de Lisboa (2017/2018), com pesquisa sobre as ideias humanistas e iluministas. Doutor em Literatura pela UnB com tese sobre teatro musical. Mestre em Literatura pela UnB com trabalho sobre o humor no teatro de Nelson Rodrigues. Publicou os livros Retratos de mulher (poemas, 2001); Zé: peça em um ato (Perspectiva, 2003; 2ª  ed., É Realizações, 2013); Últimos: comédia musical em dois atos (livro-CD, 2008); Contos canhotos (2010); A comicidade da desilusão: o humor nas tragédias cariocas de Nelson Rodrigues (2012); Com os séculos nos olhos: teatro musical e político no Brasil dos anos 1960 e 1970 (2014); A província dos diamantes: ensaios sobre teatro (2016). Artigos em jornais como Correio BrazilienseO Globo e Folha de S. Paulo, revistas como Folhetim e Humanidades e sites como Teatrojornal. Sua peça  teve leituras ou montagens em Brasília, São Paulo, Belém e Coimbra (Portugal), entre 2003 e 2014. Autor da comédia A quatro (2008) e da comedia musical Vivendo de brisa(2019), encenadas em Brasília.

Título da comunicação: 
Büchner, Woyzeck, Zé: por que usar o verso em cena?

Resumo da comunicação
Vamos percorrer brevemente, de saída, a obra do escritor alemão Georg Büchner (1813-1837), composta por três peças teatrais, uma novela e um manifesto político, destacando o drama Woyzeck. Ressaltaremos a novidade temática e estética dessa peça, pioneira em apresentar um homem despossuído no papel principal, obra com que Büchner se converteria em precursor de naturalistas e expressionistas. Depois, abordaremos as razões para compor a peça , adaptação em verso e canções de Woyzeck. O verso pode conferir ao texto certas qualidades musicais, as quais ampliam o campo de significações da peça teatral. Com apoio em Mário de Andrade e em Freud, relacionaremos a sensibilidade ao ritmo à imaginação metafórica, e ambas a possíveis efeitos sobre os espectadores. Exemplos tomados a  serão utilizados para expor essas hipóteses.                

João Sanches

Doutor e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC) da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e bacharel em Comunicação Social pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Dramaturgo, encenador e iluminador. Ganhou o Prêmio Braskem de Teatro três vezes: em 2013, nas categorias melhor autor e melhor espetáculo; em 2014, na categoria melhor espetáculo infanto-juvenil. Com atuação multidisciplinar, João Sanches foi diretor de programação da TV UFBA e também colunista do Jornal A Tarde. Atualmente, desenvolve pesquisa sobre poéticas contemporâneas, a partir da noção de desvio. É professor da Escola de Teatro e do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFBA, lotado no Departamento de Técnicas do Espetáculo.

Título da comunicação
Desvios na cena contemporânea: questões de dramaturgia e encenação

Resumo da comunicação
O trabalho integra uma pesquisa sobre estratégias de criação na cena contemporânea, a partir da noção de desvio, formulada pelo teórico Jean-Pierre Sarrazac. O objetivo do estudo é, por meio da análise de obras e processos, refletir sobre procedimentos de composição dramatúrgica e cênica que se diferenciam de poéticas tradicionais. A comunicação, particularmente, concentra-se em exemplos de experiências desenvolvidas pelo pesquisador João Sanches com espetáculos profissionais, produzidos em Salvador, nos quais assina a dramaturgia e/ou a encenação.

 

 O vídeo contendo a gravação deste evento pode ser acessado no canal do YouTube do PPC-CEN: 75ª aPós Explorações.

 

859 Last modified on Tuesday, 09 February 2021
PPG-CEN

Acesse e siga o nosso FacebookInstagram e o nosso canal no YouTube.

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

NEWS & EVENTS