Jan 26 Written by 
Published in aPós Explorações

76ª aPós Explorações com Tiganá Santana

Rate this item
(1 Vote)

aPós Explorações - Encontros para a cena: Ciclo Permanente de Discussões do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPG-CEN) da Universidade de Brasília.

O PPGCEN convida para a aula inaugural: Mistério, oferenda e performance
com Tiganá Santana.

Dia 01 de fevereiro de 2021 às 19h.

Transmissão ao vivo pelo canal do YouTube do PPG-CEN

Nesta comunicação, aspira-se a que sejam abordados aspectos presentes em algumas referências  cosmológicas negro-africanas e afrobrasileiras que dizem respeito ao oco, ao vão, à ausência, à  morte enquanto presença central para as cenicidades existenciais, vitais e incontornavelmente  coletivas. Compreendam-se aqui cenicidades como loci de acontecimentos. Tais acontecimentos  (trançados em comunidade) teriam inscrições estéticas (sem uma compartimentação de/em  linguagens artísticas) à luz, por exemplo, de bases bantu-africanas e iorubanas desdobradas no  Brasil. Criam-se e visitam-se ritos, enunciações, oferendas (enquanto estabelecimento concreto de  uma ética a ultrapassar as relações centradas no que se conhece como pessoas) em torno do que  assumidamente se desconhece, o que pode potencializar alguns deslocamentos estéticos,  epistêmicos e ontológicos face a perspectivas euro-ocidentais mais hegemônicas.

 

Tiganá Santana  é músico, poeta, tradutor, curador artístico e pesquisador. Professor  Adjunto do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Prof. Milton Santos (IHAC), da Universidade Federal da Bahia (UFBA), instituição em que se bacharelou em Filosofia. Possui  Doutorado em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), onde, atualmente, desenvolve investigações pós-doutorais no Instituto de Estudos Brasileiros. Suas pesquisas, em geral,  voltam-se para as linguagens, artes e cosmologias africanas, com ênfase em culturas bantu, e afrodiaspóricas. É membro da Coordenação Colegiada do curso de extensão em línguas  Kimbundu e Yoruba do NUPEL (Núcleo Permanente de Pesquisa e Extensão em Letras) -UFBA. Possui, também, pesquisas em torno de pensadores africanos como Bunseki Fu-Kiau,  Zamenga B. e Sophie Oluwole. Foi o primeiro compositor da história fonográfica brasileira a apresentar, como compositor (e intérprete), um álbum musical com obras em línguas  africanas.  Com várias conferências e artigos acadêmicos publicados, foi agraciado, recentemente, com o prêmio da ANPOLL (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Lingüística) de melhor tese de doutorado.

Mediação: Professor Érico JosÉ - PPGCEN.

Coordenação: G-PEC Grupo de Pesquisa em Poéticas, processos e pedagogias da Encenação Contemporânea

765 Last modified on Thursday, 11 February 2021
PPG-CEN

Acesse e siga o nosso FacebookInstagram e o nosso canal no YouTube.

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

NEWS & EVENTS